QUAL É MEU PROPÓSITO E POR QUE ISSO IMPORTA?



O termo Propósito foi definido como uma percepção de que a vida tem sentido, direção e intencionalidade. Além disso, podemos dizer que ele agrega os conceitos de sentido existencial, crença na transcendência e investimento na busca do fim último da existência. Essa percepção desempenha um papel norteador no estabelecimento de metas de vida e na tomada de decisão quanto ao uso de recursos pessoais. Saiba mais sobre porque e como definir seu propósito nesse artigo.


Você já percebeu que cada objeto tem uma função e que ele é preparado para desempenhar aquela função? Ou seja, ele tem uma finalidade. Apesar disso, a depender da situação, esse significado mudará. Por exemplo, um livro, para uma pessoa pode ter a função de transmitir conhecimento, para outra de guardar conhecimento, para outros pode ser um objeto decorativo ou servir como suporte para algo. Assim, podemos fazer uma comparação dessa relação com o ser humano e o seu propósito, fazer com que seus comportamentos, suas ações, tenham uma função, ou seja, um significado. No entanto, não apenas um significado de sobrevivência e necessidade, mas também um sentido.

O conceito de propósito

A definição desse conceito é bastante controversa e é feita de maneira diferente por pesquisadores e pensadores.

Segundo o dicionário: 1. intenção; projeto; desígnio 2. Aquilo que se busca alcançar; objetivo; finalidade 3. Aquilo a que alguém se propôs ou por que se decidiu; decisão; determinação; resolução.

Além disso, existe a definição de propósito como sendo a grande vontade de realizar ou de alcançar alguma coisa; o que se quer alcançar; aquilo que se busca atingir; O que se quer fazer; aquilo que se tem intenção de realizar.

Por fim, existe ainda quem conecte o propósito como a resposta as perguntas existenciais: Quem sou eu? De onde venho? Para que vim parar aqui? Para onde vou? Por que existo ou por que faço o que faço?

Propósito segundo Viktor Frankl

O termo “propósito” segundo a visão do autor Viktor Frankl, é o que mais consideramos enriquecedor para o florescimento dos seres humanos frente a qualquer situação. Ele foi um neuropsiquiatra austríaco e fundador da terceira escola vienense de psicoterapia, a Logoterapia e Análise Existencial, que mesmo perdendo tudo na Segunda Guerra Mundial e sendo mantido como prisioneiro de um campo de concentração por diversos anos, conseguiu manter sua liberdade de espírito e impactar o mundo com seu trabalho.

Ele sugere utilizarmos o termo “significado do sentido da vida”. Nesse caso, esse significado envolve escolhas, ter objetivos na vida e senso de direção, administrar o passado e o presente, com metas significativas à vida futura. Além disso, o autor afirma que o verdadeiro sentido da vida deve ser descoberto no mundo, e não dentro da pessoa ou da sua psique. Você não irá descobrir o seu sentido olhando para dentro e sim para fora. Com isso, podemos ter vários sentidos e significados para a vida, não acha?!


Frankl utiliza a analogia do filme, que consiste em milhares de fotogramas individuais. Segundo ele, cada um deles vem carregado de sentido e traz um significado, mas o sentido do filme todo não pode ser visto antes que sua última sequência seja mostrada. Portanto, não podemos entender todo o filme sem ter compreendido antes cada um dos seus componentes, cada uma das imagens. Não seria o mesmo com a vida? E será que o sentido final não depende do sentido potencial de cada situação particular ter sido realizado da melhor maneira possível? Assim, a cada dia e em cada momento temos a oportunidade de tomar uma decisão rumo ao nosso propósito.

A importância do propósito na sua vida

As pessoas que não veem o propósito no que estão fazendo, podem até fazer boas escolhas e ter grandes conquistas na vida, mas isso para elas não significará muito e poderá haver uma sensação de vazio que não foi preenchido. Quantas vezes não vimos exemplos disso na vida de pessoas famosas ou ricas, por exemplo?

Ter um propósito torna a nossa existência mais satisfatória. É complicado fazer algo em que não acreditamos e que não vemos como nos faz bem. Quando se tem um propósito, a motivação aparece mais facilmente, torna-se clara, o propósito é um dos fatores que pode motivar a sua ação.

Alguns pesquisadores, como Reker & Wong, argumentaram que a experiência de significado na vida acontece quando o indivíduo tem a sensação de que sua vida é coerente. E, segundo Carl Rogers, pessoas que vivem de forma coerente são mais felizes. Podemos perceber isso ao olhar para as crianças, que são os seres que vivem de forma mais coerente com o que pensam e veem.

Praticar a atenção plena, ter objetivos na vida e estar consciente de um propósito, está associado a maiores níveis de felicidade e menores sintomas de ansiedade e depressão. Além disso, a atenção plena e o senso de propósito estão conectados com níveis maiores de ativação comportamental, ou seja, a uma maior probabilidade de ação.

Na vida adulta, há diversas formas de se experienciar uma vida coerente, como descrito por Frankl, ao buscar realizações pessoais, encontros com outras pessoas e encontros com arte e natureza. Concomitantemente, o significado também pode ser alcançado ao se conectar à existência de alguém ou de uma estrutura maior de significado, como uma religião ou uma filosofia de vida.

O propósito na minha vida

Sentido e propósito de vida sempre foram assuntos que me intrigavam e deslumbravam. Após viver a psicoterapia como cliente, percebi que o olhar e conhecimento da psicologia me ajudariam a entender e ajudar pessoas que não conseguiam perceber um sentido em suas vidas. Por isso, me formei como Psicóloga pela Universidade de Brasília em 2015.

Me interessei pelo processo de desenvolvimento humano e por como as pessoas se preparam e lidam com as diversas transições de vida. Isso aconteceu principalmente após eu ter vivido um processo de desmotivação e adoecimento devido a fatores profissionais e ter realizado transições de carreira. Assim, tenho focado em apoiar pessoas que também estão vivendo esse momento em busca de uma carreira com mais sentido e propósito.

Aqui vão algumas reflexões a partir dos meus estudos e da minha prática profissional e pessoal para você que está passando - ou talvez se questionando - sobre essa transição:

Ter um trabalho com propósito envolve:

  1. Compreender o que você tem de melhor para oferecer e o que o mundo precisa (oferta e procura).

  2. Perceber o que faz sentido para você e o que você quer deixar como legado para o mundo.

  3. Compreender que além de receber financeiramente por este serviço, você também consegue impactar positivamente a sociedade.

  4. Transforma-se em uma pessoa melhor, o que muda a sua vida e consequentemente muda o mundo ao seu redor.

  5. Permitir-se trabalhar alinhado com a sua missão, valores, com suas habilidades e competências

“Propósito é quando seus TALENTOS se encontram com as NECESSIDADES do mundo”. Aristóteles Assim, uma forma de você encontrar um trabalho que esteja alinhado com seu propósito é conciliar o que você tem de melhor, os seus talentos com o que as pessoas precisam e pelo que pagariam.

Como você pode encontrar propósito no que vive?

Viktor Frankl diz no livro Em Busca de Sentido: “Aquilo que viveste nenhum poder do mundo tirará.” Aquilo que realizamos, a abundância de nossas experiências, essa riqueza interior nada nem ninguém nos pode tirar. Mas não só o que vivenciamos, também aquilo que fazemos, aquilo que pensamos e desejamos.

As pessoas não têm consciência da razão dos seus comportamentos, não têm consciência do real propósito de suas ações. Mas isto não significa que ele não exista, você só precisa trazê-lo à consciência.

Comece questionando o porquê você faz algumas atividades do seu dia a dia, o

porquê isso é importante para você e o nível de importância.

Carver e Scheier sugeriram que os humores positivos e negativos servem como feedback sobre o progresso da pessoa em áreas valiosas da vida. O humor positivo indica que a pessoa está fazendo um progresso satisfatório em direção aos seus objetivos, a compreensão do significado pessoal é acompanhada por sentimentos de satisfação e realização.

Observe seus sentimentos em relação a cada atividade do dia a dia, qual

sentimento ela te desperta?


Viktor Frankl nos diz que o ser humano é capaz de mudar o mundo para melhor se possível, e de mudar a si mesmo para melhor se necessário. Permita-se viver esse florescimento, permita-me ajudá-lo, se for preciso, agende agora a sua sessão.


Escrito por:


Stephanie Marques - Graduanda em Psicologia pelo Centro Universitário IESB. Entusiasmada em aprender sobre o ser humano e o mundo, vê a escrita e a leitura como formas de disseminar o conhecimento.

Beatriz Zanetti (CRP - 01/19319) - Psicóloga pela Universidade de Brasília e Mestre em Educação para Carreira pela Universidade Livre de Bruxelas. Dedica-se a auxiliar quem vive transições de vida e carreira, na busca por felicidade, presença e equilíbrio, no Brasil ou no exterior. Atendimentos em português e inglês.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo