• Stephanie Marques Benevenuti Bernardi

VOCÊ JÁ PENSOU NOS CUIDADOS QUE TEM CONSIGO? O AUTOCUIDADO E SUA IMPORTÂNCIA

Entendemos amor como cuidado, mas precisamos entender o cuidado também como amor e, principalmente, amor próprio. Como cuidaremos do outro se não cuidamos de nós? Descubra nesse artigo o significado, benefícios e como praticar o autocuidado.


"Muita gente diz ter medo da morte. E me espanto quando vejo como vivem: bebem além da conta, fumam além da conta, trabalham além da conta, reclamam além da conta, sofrem além da conta. E vivem de um jeito insuficiente. Gosto de provocar dizendo que são pessoas corajosas. Têm medo da morte e se apressam loucamente em encontrá-la. [...] O respeito pela morte traz equilíbrio e harmonia nas escolhas. Não traz imortalidade física, mas possibilita a experiência consciente de uma vida que vale a pena ser vivida, tristezas superadas por alegrias, tempo de beber para celebrar, de fumar para refletir, de trabalhar para realizar-se. [...] Não morremos somente no dia de nossa morte. Morremos a cada dia que vivemos, conscientes ou não de estarmos vivos. Mas morremos mais depressa a cada dia que vivemos privados dessa consciência. Morremos antes da morte quando nos abandonamos.”

Este é um trecho do livro “A morte é um dia que vale a pena viver”, da Ana Claudia Quintana Arantes, ele mostra a importância do autocuidado, algo que impacta em nossa sobrevivência, no nosso bem estar e nos nossos valores. "Morremos antes da morte quando nos abandonamos”. Quando abandonamos a ida ao médico para fazer um check up, quando abandonamos nossos desejos, quando abandonamos nossas conquistas, quando abandonamos os nossos sonhos. Quantas vezes você deixou de fazer algo que queria? Quantas vezes deixou de fazer algo por causa de outras pessoas?


O que é autocuidado?


Segundo Orem (1991), o autocuidado é entendido como a prática de atividades para a manutenção da vida, da saúde e do bem-estar, realizadas pelo indivíduo em seu próprio benefício. Sendo esta, portanto, uma atividade auto reguladora, a qual promove autoconhecimento e equilíbrio.


Ou seja, as ações de autocuidado constituem a prática de atividades que os indivíduos desempenham de forma deliberada em seu próprio benefício com o propósito de manter a vida, a saúde e o bem-estar. Essas ações são voluntárias e intencionais, envolvem a tomada de decisões, e têm o propósito de contribuir de forma específica para a integridade estrutural, o funcionamento e o desenvolvimento humano.

O autocuidado não é um luxo, é uma necessidade.

O autocuidado está diretamente relacionado com o passado de cada pessoa, mas também com o seu presente e futuro. Na realidade, pode afirmar-se que o autocuidado é uma das habilidades definidoras da pessoa para lidar com a vida, sendo o reflexo do estilo individual de cada um, das formas como lida com as suas experiências, as circunstâncias presentes e a visão (planos) para o futuro (Zeleznik, 2007). Ele reflete em todas as suas ações, sendo estas consigo mesmo, como também a forma como lida com as outras pessoas.

Além disso, o modo como uma pessoa vive é o modo como ela adoece. O modo como se alimenta, como se exercita, como descansa, como trabalha (ou como não faz tudo isso), descreve o comportamento preventivo de adoecer ou promover saúde. Como você tem vivido ultimamente?

Os 05 principais benefícios da prática do autocuidado:

  1. Menor nível de estresse e queixas somáticas

  2. Maior percepção de bem estar

  3. Melhora da autoconfiança, autoestima e do autoconhecimento

  4. Melhora nas relações sociais

  5. Melhora no desempenho profissional

Hermel, Pizzinato, Uribe (2015) propõem duas direções que a prática de autocuidado proporciona: uma em que o cuidado oferece maior empoderamento, e outra, em que o cuidado oferece um encontro consigo mesmo, a possibilidade de olhar para si próprio. Você sabe o que é empoderamento? Segundo Almeida (2019) o empoderamento, proporcionado pelo autocuidado, pode ser entendido como uma estratégia ou dispositivo no qual o indivíduo se torna consciente de que possui competência para produzir, criar, gerenciar e transformar sua própria vida e seus entornos, tornando-se protagonista de sua história.

Os 06 Pilares do Autocuidado


As práticas de autocuidado podem ser divididas em 6 áreas. Veja a seguir qual é cada uma delas:


1. Autoconsciência

Refere-se a perceber e refletir sobre sua experiência interna e externa e monitorar as próprias necessidades. Essa consciência de si mesmo é um processo contínuo.


2. Equilíbrio

Refere-se a distribuir a atenção a vários aspectos da vida, garantindo não negligenciar facetas importantes, enquanto o desequilíbrio ocorre quando a satisfação em um domínio leva a resultados negativos em outros domínios. Esta área é considerada pelos profissionais como uma das áreas mais importantes.

Mas também é a mais difícil, você concorda? Então, como colocá-la em prática?


3. Flexibilidade

Refere-se a uma série de processos dinâmicos. Incluí-se a utilização de estratégias eficazes de enfrentamento e à sua abertura, capacidade de se adaptar e crescer com situações de estresse da vida.


4. Saúde física

Abrange as questões de sono, exercícios e alimentação. Boa saúde física está ligada a menos exaustão, maior eficácia profissional, menores taxas de burnout, depressão, ansiedade, maior qualidade de vida e menos estresse.


5. Suporte social

Refere-se aos recursos e interações fornecidos por outros e / ou a conexão com outros que ajudam a lidar com circunstâncias estressantes Embora alguns estudos tenham sugerido que o apoio social é de pouca importância, outros descobriram que é um fator significativo no bem-estar.


6. Espiritualidade

É a busca pelo sagrado o que inclui conexão consigo mesmo, com os outros e com o divino, bem como por um senso de propósito e significado sobre a existência. Pessoas com senso de conexão espiritual relatam que ele sustenta seus esforços e ajuda a dissipar sentimentos de isolamento e desespero.


Checklist do Autocuidado


Preparamos o checklist abaixo de presente para você, para te ajudar a praticar o autocuidado na sua rotina. Aproveite!



Agora me conta: O que você achou deste artigo? Já sabe como cuidar mais de você? Se ficou alguma dúvida ou se você acredita que precisa de apoio para colocar em prática, me mande uma mensagem, estou à disposição, deixe-me apoiá-la(o). Agende agora sua sessão!


Escrito por:


Stephanie Marques - Graduanda em Psicologia pelo Centro Universitário IESB. Entusiasmada em aprender sobre o ser humano e o mundo, vê a escrita e a leitura como formas de disseminar o conhecimento.


Responsável técnico Beatriz Zanetti (CRP - 01/19319) - Psicóloga pela Universidade de Brasília e Mestre em Educação para Carreira pela Universidade Livre de Bruxelas. Dedica-se a auxiliar quem vive transições de vida e carreira, na busca por felicidade, presença e equilíbrio, no Brasil ou no exterior. Atendimentos em português e inglês.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo